quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Pra cuidar de ti.

tumblr_lurkkrG4SO1qzyd2oo1_500_large



Tentei não olhar na sua cara, assim como me pediu. Sai da sua casa, com o coração apertado, mas fingindo que estava tudo bem. Queria ter ficado e pedido desculpas, mesmo que a culpa não fosse minha, eu só não queria te perder. Seu silêncio está me ferindo, amor, espero que ele ajude a reorganizar a sua vida, e perceba que ao meu lado que é seu lugar. Meus ouvidos estavam prontos pros seus xingamentos, eu estava pronta pra ouvir o discurso de sempre. “Você se faz de vitima e é muito drámatica”. Mas, mais uma vez eu estava ali, ouvindo tudo o que você dizia pra mim, e dando mil e uma razões para que você não desista de nós.
Você não sabe, mas desde o dia em que nos conhecemos eu te observo. Observo de uma forma irracional, só minha. De uma forma meio confusa, desesperada. Vejo você em meus sonhos. Faço-te cafuné pra dormir, sem que perceba. Te dou beijo de bom dia, antes do trabalho. Digo pra não comer tantos doces, pois sua diabetes não permite. Quando sai do banho, falo que seu cabelo molhado é lindo. Mas quando está triste, não faço nada. Nem ouso. Tenho medo de te assustar com esse amor todo, e essa mania de estar por perto sempre. Tenho medo de que se canse de mim, então só deito ao lado da sua cama. E te observo. Te dou toda a força que tem dentro de mim, pra que sinta bem. Tento fazer com que você durma de conchinha comigo, pra que não se sinta sozinho, nunca. Mas parece que você não me quer por perto. Te respeito e vou pra calçada, te observar dormir de lá, sem que me veja ou me sinta.
Fico esperando-te dizer que precisa de mim e dos meus carinhos. Espero um sinal seu, pra voltar a cuidar de ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário