quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Fundo do Mar


Não sei ao certo, mas sei que às vezes -bem às vezes- sinto tanta sua falta. Não é algo que eu possa explicar. Estou muito melhor sem ti. Mas é como se houvesse uma uma âncora presa em meu pé, dentro do fundo do mar. Eu tento nadar pra superfície, mas algo me prende lá no fundo. Que me afoga, me machuca, me faz lutar sem desistir. Você é a âncora. Ao mesmo tempo, me ensinou a respirar debaixo d'água. Do mesmo jeito que você me ensinou a sentir dor, me ensinou a enfrenta-lá. Sozinha consegui me livrar de um "peso". Consegui chegar a superfície, com saudade de algo que me machucava e me prendia lá embaixo. Sinto saudades de alguém que não dá a minima pra mim. De alguém que hoje, está prendendo outra menina no fundo do mar. De alguém que não sabe o que é ter uma âncora no pé. E muito menos o significado da palavra "amar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário